Depressão e outros transtornos mentais comuns: estimativas globais de saúde. Genebra: Organização Mundial de Saúde; 2017
    Estimativas confiáveis e atualizadas da proporção da população geral afetada por diferentes doenças ou condições de saúde constituem indicadores-chaves eficazes para avaliação e planejamento de uma Política de Saúde. O “booklet” disponibilizado pela OMS fornece as mais recentes estimativas disponíveis da prevalência de depressão e outros transtornos mentais comuns encontradas no mundo, juntamente com dados sobre as consequências destes transtornos em termos de perda de saúde (Total Years Lived with Disability (YLD)). Globalmente, o número total de pessoas com depressão foi estimado em mais de 300 milhões em 2015. Um número próximo a este sofre de uma série de transtornos de ansiedade. Uma vez que muitas pessoas experimentam as duas condições simultaneamente (comorbidade), é inapropriado considerar os distúrbios juntos para se chegar a um total de transtornos mentais comuns. As consequências destes transtornos em termos de perda de saúde são enormes (YLD). Depressão é classificada pela OMS como o maior contribuinte para deficiência global (7,5% de todos os anos vividos com deficiência em 2015) e transtornos de ansiedade são classificados em 6º (3,4%). Depressão é também o principal contribuinte para mortes por suicídio, chegando a um número próximo de 800 000 por ano.

    Fonte (booklet): http://who.us9.list-manage.com/track/click?u=a6b34fbd46b688a84a907e16d&id=969f835fdc&e=27de531d3a